Diferença de desempenho com o sistema SSD e a /home em HD

Uma explicação sobre um tema levantado no nosso grupo do Telegram.

O que é o velho HD
O HD possui discos, que olhando parecem CDs, mas usam outra tecnologia, e tem cabeças de gravação/leitura, que salvam e leem os dados, e é preciso que um motor gire os discos e outro motor mova as cabeças de gravação/leitura para ir até aonde está gravado cada arquivo e efetuar o processo necessário.

Geralmente a maior parte do tempo gasto em leitura/gravação em HD rotacional, é indo de um arquivo ao outro, um processo físico de deslocamento de peças.

Só que existem grandes quantidades de HDs rotacionais pelo mundo e o preço deles é bem mais baixo que do SSD, apesar disso ser questão de tempo, quando o SSD ficar com preço mais competitivo, os HDs não terão mais motivo para existir.

O SSD
Já o SSD não possui motores, são processos elétricos, portanto, muito mais rápido.

E se misturar?
Por exemplo, se utilizar o sistema em um SSD, ou seja a partição / no SSD, e a /home em um HD rotacional?

Todo o boot do sistema vem da partição /, porém após o login do usuário, vários arquivos passam a vir da /home, então a vantagem de desempenho vai variar de acordo com o tipo de uso, vamos a alguns exemplos:

Ao fazer login no KDE, vários arquivos dentro da /home, principalmente nas pastas .config .cache e .local precisam ser lidos, só que os arquivos do sistema em si, estarão sendo lidos no SSD, portanto, o HD rotacional estará livre para ler somente os arquivos de configuração dentro da /home, ainda que seja uma tecnologia mais lenta, não chega a gerar grande atraso.

Durante o uso do sistema, a diferença no desempenho irá oscilar de acordo com o o programa utilizado, em geral a abertura dos programas continua rápida, mas ao abrir e salvar arquivos será mais lenta.

A lentidão maior será percebida em programas que são instalados diretamente na /home, por exemplo a Steam e seus jogos, nessas situações a velocidade será bem menor que estando no SSD.

Ainda é possível fazer configurações misturando SSD e HD mais interessantes, com o uso de link simbólico.

Fazendo a instalação toda no SSD e trocando só algumas pastas por links que indicam o HD, por exemplo, a pasta Download ser um link para uma pasta dentro do HD, dessa forma os programas e arquivos de configuração estão no SSD, mas os downloads, que geralmente mais utilizam espaço, ficam no HD.

2 Curtidas

Opa, muito bacana a linguagem usada na explicação @BIGBRUNO mais uma das muitas vezes…, valeu.

  • Agora posso dar meus R$ 0,02 centavos?

Um exemplo com o meu PC que é um Notebook com leitor de DVDs, seria o drive Caddy, que pode ser usado para instalar um HD ou SSD. Daí o que seria bom é ter dois SSD

Ou seja, colocar um SSD onde já existe o HD padrão do notebook e um outro SSD no Caddy, no principal (onde estav o HD) ficaria a /raiz do sistema e onde ficará o SSD/caddy a /home do usuário. Assim a velocidade entra raiz e home seria a mesma.

Drive Caddy

T+

Boa tarde. Se eu retirar o hd do notebook e instalar um ssd. Consigo instalar o Biglinux nesse ssd?

Consegue sim amigo, a instalação do Big no notebook do meu filho é em um SSD Sata III 2,5" que instalei no lugar do HD convencional

Boa tarde, Molinari. Eu vou fazer isso, então. Me parece que o notebook tem um desempenho muito melhor com esse ssd. Muito obrigado.

1 Curtida

Boa tarde, Molinari. A velocidade do notebook aumentou muito realmente, com o SSD. Está funcionando como se fosse um notebook novo, atual. Muito bom!

1 Curtida